Vaginismo: o que é e como tratar?

O desconforto é causado por uma contração involuntária e pode ser tratado com fisioterapia.

Você já ouviu falar em vaginismo? Sabe o que é? O vaginismo é uma disfunção sexual feminina que provoca a contração involuntária (não intencional) dos músculos do assoalho pélvico, tornando dolorosa ou impossível a penetração. Thalita Domenich, médica assistente da Santa Casa de São Paulo e mestre em tocoginecologia pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, explica que a condição não é tão comum, ela acontece em 1 a 6% da população feminina sexualmente ativa.

Mas, como saber se eu tenho?

“Se você sente dores na relação sexual durante a penetração ou não consegue ter relações sexuais por dificuldade de ter a penetração, você pode ter vaginismo. A melhor forma de ter um diagnóstico correto é conversando com o seu ginecologista”, alerta Thalita.

O tratamento para o vaginismo, no entanto, não depende de medicamentos, mas sim da busca do porquê isso acontece. “A resposta sexual psicofisiológica da mulher depende de inúmeras causas, desde como foi o desenvolvimento da sua sexualidade, educação, falta de conhecimento sexual e muitos outros. Isto é, a condição do vaginismo está associada a uma relação entre fenômenos psíquicos e fisiológicos”, explica Thalita. A falta de atitude positiva em relação ao prazer sexual também pode ser um fator importante. Por isso, o tratamento do vaginismo é multidisciplinar e deve ser tratado com psicoterapia e fisioterapia do assoalho pélvico.

Acompanhe a gente 😉

Veja mais do Tarja 📷

Relacionados