Que doenças são transmitidas por sexo oral?

Sempre que houver contato direto com secreções de outra pessoa – isso inclui boca e língua – você pode pegar uma infecção sexualmente transmissível

O sexo oral pode transmitir Infecções Sexualmente Transmissíveis e as mais importantes são sífilis, gonorreia, herpes genital, candidíase, condiloma acuminado e AIDS. A relação oral se dá pelo contato direto da boca, dos lábios e da língua com os órgãos genitais – e é essencial medidas para a prevenção de doenças. Thalita Domenich, ginecologista e consultora do Tarja Rosa, nos contou mais sobre o assunto.

“Nenhuma relação sexual sem proteção é isenta de risco”, alerta. Nas relações sexuais, o poder de infectar depende da integridade das mucosas, como feridas na boca, garganta inflamada e gengivas machucadas, por exemplo. “Existem também as micro lesões, imperceptíveis a olho nu, na boca que também elevam o risco de contaminação”.

Há quatro formas de transmissão de doenças por meio do sexo oral: transmissão por contato, transmissão sanguínea, transmissão por secreções e transmissão vertical. Por contato, estão as infecções mais frequentes, como HPV e Herpes. Pelo sangue podem ser transmitidos o HIV, a hepatite B e C e a sífilis. Já pelas secreções, pode ser transmitida a gonorreia. E, pela transmissão vertical, ou seja, de mãe para filho, está o vírus do HPV.

Então, como se prevenir?

O preservativo não serve apenas para evitar a gravidez, mas também para se proteger dessas infecções. Use camisinha quando for fazer ou receber o sexo oral, tanto na vagina quanto no pênis. O preservativo é a melhor forma de proteção contra doenças – tanto para quem faz quanto para quem recebe – e ele não interfere no prazer.

Percebeu algo de diferente no seu corpo, tem alguma dúvida sobre sexo ou ISTs? Procure seu ginecologista, ele vai te ajudar.

Acompanhe a gente 😉

Veja mais do Tarja 📷

Relacionados

Fluxo leve, médio ou intenso: você sabe qual é o seu?

Ao acompanhar a sua menstruação, o mais importante não é quantificar, mas sim observar alterações em seu padrão habitual.

Depois de quantos dias tomando anticoncepcional estou protegida?

“Comecei a tomar a pílula, como ela funciona a curto prazo em meu corpo?” – Essa é uma dúvida bem frequente entre as meninas que iniciariam o anticoncepcional

Como evitar candidíase no verão?

Saiba mais sobre a prevenção, tratamento e como reconhecer os sintomas da candidíase, infecção ainda mais comum durante o verão

Cólica menstrual: como aliviar as dores?

As cólicas menstruais fazem parte do ciclo de quase toda garota. Veja 9 dicas para te ajudar a diminuir esse incômodo quando ele aparecer!