Posso transar utilizando absorvente interno? É perigoso?

O Tarja te conta porque ter relação sexual utilizando um absorvente interno pode ser prejudicial

O absorvente interno é uma solução buscada por muitas meninas durante o período menstrual – seja para a prática de exercícios físicos com mais conforto ou até mesmo para curtir um dia de piscina tranquila. Mas, na hora da relação sexual, o absorvente interno exige um cuidado extra!

Transar enquanto está menstruada não é um problema e não há risco ginecológico, basta que os envolvidos estejam confortáveis e usem preservativo para prevenir infecções sexualmente transmissíveis. O uso do absorvente interno durante o sexo, por outro lado, não é o ideal.

“Como fica posicionado no canal vaginal, mesmo local de penetração, o absorvente interno vai dificultar o processo, podendo até mesmo causar danos internos”, explica Thalita Domenich, ginecologista e consultora do Tarja Rosa.

Uma alternativa para o sexo durante o período menstrual é o disco. Ele é uma espécie de copinho coletor, mas fica posicionado no fundo da entrada vaginal, recobrindo o colo do útero e, assim, permitindo penetração durante a relação sexual.

Se você quiser ter relações e estiver utilizando o absorvente interno, a recomendação da médica é que ele seja retirado antes do sexo e, em seguida, seja trocado por um novo. Após a relação, é importante que seja feita a higienização e, sempre que possível, urinar. Isso ajuda a diminuir o risco de infecções e mantém a saúde íntima mais segura, em especial durante a menstruação. Se cuida!

Acompanhe a gente ;)

Veja mais do Tarja ?

Relacionados