Emendar a cartela do anticoncepcional: quais são os efeitos e quando fazer?

Você já emendou o anticoncepcional? Ou conhece alguma amiga que já! O Tarja Rosa te explica quais são os efeitos disso e por que não abusar!

Muitas vezes estamos prontas para viajar e percebemos que a menstruação está chegando! A ideia de que a menstruação pode atrapalhar nossos planos é equivocada – mas muitas meninas escolhem, então, emendar a cartela do anticoncepcional. Não há nenhum risco à saúde ou interferência na capacidade reprodutiva com isso, no entanto é preciso avaliar com seu médico quando fazer.

Thalita Domenich, ginecologista e consultora de Tarja Rosa, explica que ao emendar a cartela o efeito do anticoncepcional continua. “A intenção com isso é que o sangramento de privação hormonal, que acontece com a queda dos hormônios da pílula, não ocorra”, explica. Porém, é válido reforçar que não são todas as pílulas que funcionam assim.

“Não há qualquer malefício para o corpo humano. Como efeito colateral, podem apenas ocorrer escapes menstruais inesperados”, esclarece a médica.

E, quando a menina opta por emendar, a resposta do corpo é muito individual. Pode ou não ocorrer um escape ou algum outro sangramento até a segunda cartela fazer efeito. Porém, se nenhum dia for esquecido e o horário do comprimido mantido, a rotina seguirá e o efeito, provavelmente, será imediato.

Não deixe de consultar o seu ginecologista para entender melhor como funciona o seu anticoncepcional. Thalita reforça que, se a prática for frequente, é preciso optar por uma medicação que seja apropriada para isso. “É necessário o uso de pílulas corretas e que conversem com o corpo, por isso devem ser prescritas por um especialista”, finaliza a médica.

Acompanhe a gente ;)

Veja mais do Tarja ?

Relacionados