DIU: o que é? Como funciona?

O método contraceptivo tem se tornado cada vez mais popular, mas é preciso entender com o ginecologista se é uma boa para você. O Tarja Rosa te explica!

Você já ouviu falar do DIU? A sigla refere-se ao dispositivo intrauterino que funciona como método contraceptivo e que tem se tornado pauta entra muitas adolescentes. Mas, ele também tem algumas desvantagens e é o seu ginecologista quem deve analisar o seu caso para entender se ele funciona (ou não) para você.

Tipos de DIU

“Para começar, é preciso entender que existem dois tipos diferentes. O DIU hormonal que, através da liberação de progesterona, provoca alteração no endométrio, no muco cervical e na motilidade das tubas uterinas, dificultando a ascensão dos espermatozoides e impedindo que o óvulo o encontre”, explica Dra. Thalita Domenich, ginecologista e consultora do Tarja Rosa.

O segundo tipo é o não-hormonal. “Este atua causando uma espécie de processo inflamatório no útero e liberando íons que imobilizam os espermatozoides que acabam morrendo sem encontrar o óvulo”, explica a médica. Vale lembrar que em ambos casos, não ocorre a fecundação.

Quem pode usar?

“Por ser colocado através da vagina dentro do útero, somente as meninas que já iniciaram vida sexual devem colocar”, indica Thalita e a eficácia do método gira em torno de 99%.

Entretanto, o DIU também apresenta algumas desvantagens, como o aumento da cólica e do fluxo no caso do não-hormonal, por exemplo. Já o hormonal pode ocasionar irregularidade menstrual e, principalmente nos seis primeiros meses, o aumento da oleosidade da pele.

Cuidados extras

Vale lembrar que a colocação do DIU é feita dentro do útero. “Geralmente, a dor é bem tolerada em consultório médico, mas ele também pode ser colocado em hospital com sedação da paciente”, alerta Thalita.

Após a colocação, dependendo do método escolhido, o DIU deve ser trocado (o modelo de cobre a cada dez anos anos, os outros após cinco anos de uso). Converse com o seu médico para que ele te ajude nesse processo e encontro o melhor contraceptivo para você.

Camisinha é necessária!

Vale lembrar que o DIU, assim como a pílula anticoncepcional, é um método contraceptivo. Ou seja, para impedir a gravidez. Sendo assim, o DIU não protege contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis. Clamídia, gonorreia, sífilis e AIDS são as doenças mais comuns e, para ficar longe delas, utilize preservativo em todas relações sexuais!

Acompanhe a gente 😉

Veja mais do Tarja 📷

Relacionados