Corrimento, lubrificação ou secreção: qual é a diferença?

Enquanto alguns são naturais do nosso corpo, outros podem ser um sinal de alerta. O Tarja te explica a diferença entre eles!

Conhecer e entender o seu corpo é um passo muito importante para manter a saúde em dia e ser capaz de reconhecer alguns sinais de que algo possa estar errado. Corrimento, lubrificação e secreção, por exemplo, são alguns líquidos expelidos pelo corpo que podem sugerir mais atenção. 

“O corrimento é uma doença! Ele tem cheiro forte, coloração amarelada ou esverdeada, coça e pode parecer leite coalhado. Já a secreção é o líquido que temos normalmente na vagina, sem cheiro, cor ou coceira – e ela aumenta durante a ovulação e no período pré-menstrual. A lubrificação, por fim, durante a excitação na relação sexual”, explica a ginecologista e consultora do Tarja Rosa, Thalita Domenich. 

Além disso, cada um desses fluídos possui uma função específica. “O corrimento é uma infecção, enquanto a secreção vaginal é produto da produção hormonal e suas variações durante o ciclo e, por fim, a lubrificação serve para diminuir a fricção no ato sexual”, afirma a ginecologista.

O corrimento deve sempre ser investigado e tratado, assim como qualquer outro sinal diferente e desconhecido que o corpo manifeste. Procure sempre um médico de confiança para orientar nos possíveis tratamentos. Se cuida!

Acompanhe a gente ;)

Veja mais do Tarja ?

Relacionados