Câmara aprova projeto de lei que autoriza distribuição gratuita de absorventes. Entenda mais!

Falta de acesso a informação sobre menstruação e produtos de higiene básica é uma realidade no Brasil. É isso que chamamos de pobreza menstrual!

Na última semana, a Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 4968/19 que pretende criar um programa de fornecimento gratuito de absorventes higiênicos.  Com ele, cerca de 5,6 milhões de meninas e mulheres que menstruam seriam amparadas – seja com o recebimento de absorventes em escolas públicas de ensino médio e fundamental ou distribuição de itens de higiene básica para mulheres em situação de rua e presidiárias. 

Pobreza menstrual

Você sabia que mulheres gastam com absorventes e itens de higiene entre R$ 3.000 a R$ 8.000 durante toda a vida menstrual? Pois é, e pode parecer uma realidade distante, mas no Brasil uma a cada quatro delas não conseguem comprar absorventes. É o que afirma o estudo “Livre para Menstruar” feito pela Girl Up e divulgado em maio de 2021.

Isto é a pobreza menstrual – mas não apenas a falta de poder aquisitivo, ou seja, dinheiro. O Brasil também deixa a desejar em informações sobre o tema, o que transforma a menstruação em um grande tabu para meninas e adolescentes. Muitas delas, inclusive, acabam até mesmo faltando na escola durante o período menstrual, o que prejudica o ensino. 

A aprovação do Projeto de Lei Câmara dos Deputados já é um avanço neste tema. Agora, ele seguirá para a aprovação do Senado e, se aprovado por lá, ainda precisada da promulgação, ou seja, aprovação da lei pelo Presidente da República. Você também pode ajudar no combate à pobreza menstrual conversando com amigas e familiares sobre o tema e até mesmo levar um absorvente extra na bolsa para oferecer à alguma menina que esteja precisando! 

Acompanhe a gente 😉

Veja mais do Tarja 📷

Relacionados